Nossos Negócios

A Comgás distribui gás natural canalizado aos mercados residencial, comercial, industrial, veicular, de co-geração e termogeração em sua área de concessão, que inclui as regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas, além do Vale do Paraíba e da Baixada Santista.

Boa parte do gás distribuído pela Comgás – hoje, cerca de 60% – provém da Bolívia, trazida pelo gasoduto Bolívia–Brasil. No entanto, nos últimos anos, diversas reservas foram descobertas no território brasileiro, sobretudo nas Bacias de Campos (RJ), de Santos (SP) e do Espírito Santo. Espera-se que estas jazidas em conjunto com as descobertas do Pré-sal comecem a operar efetivamente nos próximos 5 a 7 anos.

Mapa da Área de Concessão da Comgás


Saiba mais sobre a Concessão para Distribuição do Gás Natural

Setor

O gás natural consiste numa mistura de gases encontrada freqüentemente de forma isolada ou acompanhada de petróleo. Sua composição básica é o metano, em quantidades que superam 90% ou 95%, além de outros gases, como nitrogênio, etano, gás carbônico, butano e propano.

Do ponto de vista ambiental, o gás natural emite menos poluentes que os demais combustíveis fósseis, caso do petróleo e do carvão mineral. Suas qualidades permitem a utilização quase irrestrita do produto em vários segmentos, atendendo às determinações ambientais e contribuindo de forma eficaz e eficiente na geração de energia confiável e versátil.

A utilização de gás natural no mundo é bastante difundida e presente na maioria dos países desenvolvidos. O gás natural é o combustível que mais tem aumentado sua participação na matriz energética brasileira, em 2010 foi de 10,3%, e a projeção para 2030 é que esta participação chegue a 15,5%. A taxa média de crescimento da participação do energético é de 20% ao ano, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás).

As perspectivas para o consumo do gás natural no Brasil são positivas para os próximos anos, tanto por ele ser um combustível ambientalmente limpo, como por causa da expansão da rede promovida pelas empresas distribuidoras, notadamente a Comgás. Por fim, a descoberta de novas reservas de gás natural no país tende a elevar sua participação na matriz energética nacional.

Os negócios da Comgás estão distribuídos pelos seguintes mercados:

Segmentação de Clientes

Industrial

A área de concessão da Comgás abrange indústrias que atuam em diferentes ramos e vendem para os mais distintos mercados, resultado direto do trabalho de prospecção de clientes realizado pelos profissionais da Comgás.

O consumo de gás no segmento industrial nos últimos anos veem acompanhando o desempenho da economia e da atividade industrial no Estado de São Paulo. Além de mais econômico, o gás natural polui menos e apresenta maior eficiência calorífica.

O número e a variedade de usos do gás no setor industrial são elevados, desde a produção de calor e vapor de baixa pressão até processos que exigem queima sem resíduos e de alta precisão de temperatura. As empresas química e petroquímica, cerâmica, papel e papelão, são exemplos de indústrias que vêm substituindo outras alternativas energéticas pelo gás natural.

Residencial

Esse segmento destaca-se por concentrar a maior carteira de clientes da empresa e apresenta bom índice de rentabilidade.

No segmento residencial, a Comgás sempre esteve focada na conexão de condomínios verticais, tornando-se líder nesse segmento. O “Projeto de Ligação de Casas”, lançado em setembro de 2004, viabilizou primeiramente a conexão das casas e, posteriormente, de prédios e comércios, através da ampliação da rede de gás pela calçada. Como relação ao sistema normal, este projeto permitiu uma minimização dos custos e uma redução das dificuldades de implantação da rede de gás.

Como exemplo de ponto de atendimento a clientes, a Casa Comgás destaca-se por possuir um showroom com mais de 20 equipamentos a gás em funcionamento. Além de demonstrar os diversos usos do gás em residências, o espaço oferece atendimento pessoal e orientação técnica para clientes, potenciais clientes e profissionais do setor de arquitetura e construção. Por meio da experimentação que a Casa possibilita, os benefícios do gás natural tornam-se mais claros para os visitantes, que passam a reconhecer seus diferenciais em relação às outras alternativas energéticas.

Comercial

O foco da expansão nesse segmento são os grandes e pequenos estabelecimentos, atrelados a uma diversificação maior das aplicações do gás natural e vinculados às expansões de outros segmentos. Cabe mencionar que a Comgás procura difundir outros usos para o gás natural nos estabelecimentos comerciais.

O mercado comercial pode ser segmentado da seguinte maneira:

  • Pelo potencial de consumo (grande e pequeno comércio);
  • Pelo ramo de atividade / negócio (segmentos).

GNV

O gás natural veicular (GNV) é usado como combustível em veículos de transporte individual ou coletivo e destaca-se pela economia gerada e o benefício ao meio ambiente. Seu uso requer a adaptação do veículo, com a instalação de equipamentos de armazenamento e alimentação do motor ao gás.

Cogeração e Termogeração

Os sistemas de geração de energia elétrica emergencial, geração em horários de pico e co-geração vêm crescendo não somente por sua importância em função da economia proporcionada, mas também pelo benefício ambiental relacionado à tradicional geração de energia a diesel. A termogeração consiste num processo de geração de energia elétrica a partir da queima do gás, ao passo que a co-geração caracteriza-se pela produção simultânea de energia térmica e energia elétrica a partir de um único combustível. Entre os sistemas mais difundidos estão a turbina a gás, a turbina a vapor e o motor alternativo.

Última atualização em
Voltar